Consulta da Acne

A acne vulgaris é uma doença da pele provocada pela obstrução dos poros foliculares (aqueles onde nascem os pêlos) e que se caracteriza pelo aparecimento de comedões (também chamados de “borbulhas”, “pontos negros”, “espinhas” ou “pontos brancos”).

Esta obstrução é provocada, principalmente, por células e oleosidade produzida pelas glândulas sebáceas.

Quando os poros ficam obstruídos com células e oleosidade, é criado um ambiente propício para o crescimento de bactérias.

acne-dermatologista-lisboa

Mais sobre a Acne

acne-dermatologista-lisboa
Acne: tratamentos para fase ativa e para regeneração da pele

A acne vulgaris é uma doença da pele provocada pela obstrução dos poros foliculares (aqueles onde nascem os pêlos) e que se caracteriza pelo aparecimento de comedões (também chamados de “borbulhas”, “pontos negros”, “espinhas” ou “pontos brancos”).

Esta obstrução é provocada, principalmente, por células e oleosidade produzida pelas glândulas sebáceas.

Quando os poros ficam obstruídos com células e oleosidade, é criado um ambiente propício para o crescimento de bactérias.

Na consulta da acne o médico ajuda-o ao longo do processo de tratamento e regeneração da pele.

Consequências da Acne

Sofrimento físico

Embora na maioria dos casos a acne não seja dolorosa, nas suas formas mais intensas pode provocar dor e desconforto, sobretudo associada à intensidade da inflamação e pequenos traumatismos locais (ex.: fricção de toalha).

 

Sofrimento psicológico

Quem sofre de acne está, muitas vezes, sujeito a um grande sofrimento psicológico. Sentimentos de vergonha, medo de sociabilizar com amigos e colegas e, até, de culpa, tornam conviver com acne um verdadeiro drama diário para quem tem a doença, com impacto na autoimagem e qualidade de vida.

 

Alterações estéticas

A acne pode provocar alterações estéticas, que podem ser transitórias enquanto a doença está mais ativa, como se podem transformar em marcas duradouras (por exemplo, cicatrizes e alteração da coloração). O impacto estético é, muitas vezes, o principal factor que contribuiu para o sofrimento psicológico. Contudo, se a doença for tratada a tempo e forem adotados alguns cuidados básicos, esses problemas acabrão por resolver, na maioria dos caos sem deixar sequelas.

Como controlar a Acne

Cuidados gerais com a pele:

  • Higienização, hidratação e proteção da pele;

  • Esfoliação cutânea regular, cuidadosa;

  • Utilização de medicamento e dermocosméticos prescritos por médico.

Terapia tópica:

É utilizada de acordo com a gravidade da doença e pode variar bastante. Entre os agentes tópicos mais utilizados para tipo de situação:

  • Antibióticos;

  • Princípios ativos farmacológicos que ajudam na regulação das secreções de sebo;

Terapia oral:

É utilizada nas formas moderadas a graves da doença, sendo habitualmente combinada com terapêutica tópica. Esta pode passar por diferentes agentes, variando de pessoa para pessoa e de acne para acne:

  • Antibióticos orais;

  • Regulação hormonal (ex.: por utilização de algumas pílulas);

  • Utilização de medicamentos retinóides